Dia 5: Preparar um forte dia de luta

Não dá para assistir e muito menos aceitar calados a enxurrada de ataques que Bolsonaro, Mourão e Paulo Guedes estão desferindo contra os trabalhadores. Eles estão dispostos a destruir todos os direitos trabalhistas no país para impor condições de semiescravidão e permitir o aumento indiscriminado da exploração e dos lucros dos empresários e banqueiros.

Este é o conteúdo do pacote de medidas que vem sendo anunciadas, como a MP 905, o Plano Mais Brasil, a Reforma Administrativa, entre vários outros ataques.

Não haverá geração de empregos, como cinicamente promete o governo, assim como fez Michel Temer. O que haverá é mais miséria, aumento da informalidade, precarização das condições de trabalho, desemprego.

É hora de darmos um basta neste governo de ultradireita e ultraliberal. Se não fizermos isso vão nos tirar tudo.

Por isso, no próximo dia 5 de dezembro, iremos à luta.

Vamos realizar assembleias, panfletagens, paralisações e protestos. Seja nos locais de trabalho, nas escolas, nas universidades, nos transportes, favelas, periferias, nas ruas, vamos nos organizar para denunciar aos trabalhadores a gravidade dos ataques. Essa é a orientação para todas as entidades e movimentos filiados à CSP-Conlutas.