Sindicato ganha ação sobre horas paradas em greve de 2017

O Sindicato ganhou, em 1ª instância, o processo de pagamento das horas descontadas pela Embraer, durante a greve de abril de 2017.

Na época, a empresa forçou os trabalhadores a compensarem o dia parado, com três minutos a mais por dia. As horas de greve têm que ser negociadas com o Sindicato, mas  por intransigência da Embraer, isto não ocorreu.

A ação pede que as horas trabalhadas sejam consideradas como hora extra e que a Embraer pague uma multa de 10%. A empresa ainda pode recorrer.

O número do processo é 0011047-75.2017.5.15.0084

Entenda também como está o processo da catraca

Outro importante processo na justiça que tem atraido bastante interesse dos trabalhadores é o processo conhecido como “processo da catraca”.

A 4ª Vara da Justiça do Trabalho condenou a Embraer a pagar hora extra a todos os trabalhadores beneficiados. Essa ação foi movida pelo Sindicato, em 2012, para exigir que a empresa considere como hora extra todo tempo que o trabalhador fique à disposição da empresa dentro da fábrica.

Serão beneficiados aqueles que estavam na Embraer no período de 2007 a 2012. A empresa já recorreu e agora temos de aguardar o julgamento no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-15ª Região), em Campinas.

O número do processo é 0002036-95.2012.5.15.0084