Patrões querem arrancar direitos; metalúrgicos têm que ir à luta

Amparados na reforma trabalhista, os patrões estão propondo cortar direitos previstos nas Convenções Coletivas da categoria. Empresários estão propondo o fim da estabilidade para acidentados, cortar o adicional noturno, dentre outros ataques

As negociações pela Campanha Salarial já começaram e em todos os grupos patronais a proposta é a mesma: tirar direitos dos trabalhadores.

Se os metalúrgicos quiserem continuar com a mesma porcentagem de adicional noturno, estabilidade para lesionados e recebendo hora extra, será preciso ir pra cima e lutar pela renovação da Convenção Coletiva.

Nas mesas de negociação, o Sindicato já avisou para os patrões: aqui, não vamos aceitar esse abuso. Se eles insistirem, vai ter mobilização.

Nos próximos dias, o Sindicato vai organizar assembleias nas fábricas para discutir o tema com os trabalhadores.

Confira abaixo alguns dos direitos previstos nas Convenções Coletivas e que estão sob ameaça.

Convencao Coletiva 2018

Anúncios