Embraer quer retirar direitos dos trabalhadores

A Embraer está querendo reduzir o horário do café (2 cafés de 10 minutos) e do almoço dos trabalhadores.

A empresa vai realizar uma pesquisa junto aos funcionários para que opinem sobre as propostas apresentadas de acabar com os intervalos de 10 minutos para café e descanso e também a redução do período de 1 hora das refeições para 40 minutos.

Há, entretanto, dois problemas. Um deles é que estes horários de intervalo são direitos adquiridos e não podem ser reduzidos. Inclusive o horário de almoço de 1 hora é uma recomendação de médicos e do Ministério Público do Trabalho para garantir melhores condições de saúde e bem estar aos trabalhadores.

Outro problema é a forma como a pesquisa está sendo feita é claramente um tipo de coação e assédio moral coletivo.

O Sindicato orienta os trabalhadores a não votarem pela retirada de direitos.

Anúncios