Governo libera R$ 30 bi e diz que tem mais para quem apoiar reforma

O descaramento do governo Temer não tem limites. Depois de liberar R$ 30 bilhões em emendas parlamentares, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB), afirmou que ainda tem muito mais dinheiro a ser liberado até 31 de dezembro para facilitar a aprovação da reforma da Previdência.

A mensagem foi transmitida em jantar com parlamentares, na segunda-feira (4). O governo já prometeu R$ 43 bilhões para os próximos anos para aprovar a reforma. Deste total, R$ 3 bilhões foram prometidos a prefeitos para que ajudassem a pressionar os deputados e senadores pelo voto favorável à reforma.

O início da votação na Câmara está previsto para o dia 18, com previsão de conclusão para o dia 20. Segundo cálculo do governo, faltam 56 votos dos 308 necessários para garantir a aprovação da reforma na casa.

O cancelamento da Greve Nacional do dia 5 fortaleceu o governo na busca por votos. Por isso, o Sindicato defende que é urgente a realização de uma nova Greve Geral. Nesta sexta-feira (8), as centrais sindicais irão se reunir para rediscutir o tema.

“Temer dizia que o país estava quebrado e cortou dinheiro da saúde e educação. Agora, distribui verba pública para os deputados em troca do voto favorável à reforma. É muita cara de pau. Não podemos deixar que votem esse absurdo”, afirma o diretor do Sindicato Valmir Mariano.

Fonte: SindMetalSJC

Anúncios