Queremos nossos direitos garantidos no papel

No dia de ontem a FIESP, que negocia em nome da Embraer e setor aeronáutico, apresentou uma proposta com 18 de itens de alteração nas cláusulas sociais.

Esses itens alteram e retiram direitos ja conquistados pelos trabalhadores. Entre eles estão o fim da estabilidade de emprego para trabalhadores lesionados, redução do valor do adicional noturno e alteração nas ferias. (Veja abaixo a lista apresentada pela FIESP.

Essa proposta foi rejeitada pelo sindicato pois não podemos aceitar reduzir direitos. Entretanto, na fábrica os supervisores estão dizendo que a direção da Embraer vai renovar a Convenção Coletiva. Alguns supervisores inclusive disseram que a empresa não tem intenção de fazer terceirização e aplicar o banco de horas. Isso é bem diferente do que esta dizendo a FIESP.

Sendo assim, e respeitando o processo de negociação, o Sindicato protocolou uma carta com a Embraer reivindicando que a empresa assine um compromisso de renovação das cláusulas sociais, assim como os supervisores estão dizendo.

Com esse compromisso firmado pela empresa de manter as cláusulas sociais o sindicato e a FIESP continuam negociando somente o reajuste salarial.

Veja abaixo as 18 propostas de alteração nas cláusulas sociais apresentadas pela FIESP na negociação de 25 de setembro de 2017:

1. Período do Vigência da Convenção Coletiva de 1 ano

2. Mudança da data-base para Abril ou Maio

3. Mudança no texto sobre o pagamento do adiantamento – pagamento até o dia 20 de cada mês

4. Mudança no texto sobre desconto do DSR

5. Adicionar texto sobre questão do holerite que pode ser em papel ou digital

6. Hora extras – supressão da linha F

7. Mudança no valor do adicional noturno – rebaixamento do valor com a adequação à legislação

8. Mudança no texto sobre auxílio funeral

9. Mudança no texto sobre complementação do auxílio previdenciário

10. Possibilidade de reajuste acima do aumento salarial sobre transporte e alimentação

11. Mudança no texto sobre aviso prévio

12. Mudança no texto sobre mão de obra temporária

13. Mudança no texto sobre aprendizes do Senai com pagamento de abono em vez de remuneração

14. Mudança no texto sobre homologação

15. Mudança no texto sobre estabilidade ao trabalhador portador de doença ocupacional ou acidentado com estabilidade somente para 21 dias – ou extinção das cláusulas

16. Mudança no texto sobre Férias de acordo com nova lei

17. Mudança no texto sobre garantias sindicais

18. Mudança no texto sobre garantias gerais

Veja abaixo carta protocolada com empresa:

Anúncios