1º parcela da PLR 2016

img_0553-2A Embraer anunciou, nesta sexta-feira (21), o valor da primeira parcela da PLR 2016. O valor deixou os trabalhadores indignados. Acredite: uma das maiores empresas aeronáuticas do mundo vai pagar míseros R$ 1.138,58 fixos e 12,81% sobre o salário. Este valor é um total desrespeito a todos os trabalhadores da Embraer.

Mas esta PLR irrisória não surpreende mais. Todos os anos, a empresa paga valores vergonhosos, bem distantes daqueles pagos aos executivos e acionistas da empresa. Para mudar esse quadro, é preciso mudar o cálculo previsto no acordo que está em vigor.

Enquanto a empresa usar como base de cálculo o lucro líquido e com valores proporcionais aos salários, a PLR continuará sendo uma das menores da região. Não é por acaso que o Sindicato defende o cálculo sobre o lucro operacional e distribuição igual para todos.

Essa reivindicação já foi aprovada em assembleia dos trabalhadores e apresentada diversas vezes para a direção da Embraer, mas a empresa nunca atendeu às reivindicações.

Portanto, os trabalhadores da produção, engenharia e administrativo de todas as plantas da Embraer têm de se unir e lutar para mudar o atual acordo.

Pra se ter uma ideia do quanto é rebaixada a PLR na Embraer, ela é similar ao valor que foi pago por uma pequena empresa de autopeças em Igaratá, com cerca de 90 funcionários. Na Rosa Maria Cioca, os trabalhadores receberam este ano R$ 1.150. Na General Motors, somente a antecipação foi de R$ 8.600, podendo chegar a R$ 16 mil.

Campanha Salarial

Além de reivindicar uma PLR maior, é hora também de os trabalhadores da Embraer lutarem por aumento de salário. As negociações da Campanha Salarial não estão avançando. Na última reunião, a Fiesp não apresentou propostas concretas.

Foi agendado mais uma reunião para a proxima quinta-feira, dia 27 as 10h na Fiesp em São Paulo.

Anúncios