Embraer anuncia novo PDV

A Embraer informou o Sindicato, nesta terça-feira (4), que irá abrir um novo PDV (Plano de Demissão Voluntária) em todas as fábricas do país.

Mais uma vez, a empresa não informou o número de adesões que pretende atingir. O PDV ficará aberto do dia 6 a 11 de outubro, com a mesma bonificação oferecida no anterior.

Alguns trabalhadores perguntaram por que o sindicato não assina o acordo do PDV. Primeiro porque não concordamos com essas demissões. A empresa esta economizando para pagar multa de corrupção e cobrir o buraco que ela mesmo criou ao transferir parte da produção para os EUA, Mexico e Portugal.

O segundo motivo é juridico. O sindicato foi orientado por seus advogados de que a assinatura do sindicato num acordo de PDV poderia gerar problemas futuros aos trabalhadores que por ventura tenham interesse em entrar em processos judiciais contra a empresa.

O Sindicato reafirma sua posição contrária a qualquer demissão e, por isso, não vai apoiar o PDV. Se você tem dúvidas, procure o Sindicato.

Desnacionalização

Este ano a Embraer já cortou mais de 1.300 postos de trabalho no país via PDV. Enquanto isso, segue gerando empregos fora do Brasil, a exemplo da nova fábrica inaugurada em setembro, na Flórida (EUA).

Está claro que o primeiro PDV não teve o número de adesões desejado pela empresa, por isso o novo plano. Os trabalhadores precisam se mobilizar para barrar os ataques da Embraer.

img_1048

Anúncios