Ministério questionará Embraer sobre desnacionalização da produção

Delegação também entregou cópias de um dossiê sobre o tema para senadores

IMG_2238

Uma delegação de dirigentes sindicais e ativistas está em Brasília, nos dias 20 e 21,  para denunciar aos parlamentares e membros do governo a transferência da produção de aeronaves da Embraer para o exterior. A iniciativa faz parte da campanha contra a desnacionalização da Embraer e do setor aeronáutico.

Na tarde desta terça-feira (20), o assessor do Sindicato, Edmir da Silva, e o vice-presidente do Sindicato, Herbert Claros, participaram de uma reunião no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Após uma apresentação sobre o histórico, perspectivas, e consequências do processo de desnacionalização, a delegação realizou a entrega de um dossiê sobre o tema aos representantes do MDIC.

O diretor do Departamento de Competitividade Industrial da Secretaria do Desenvolvimento da Produção, Igor Calvet, se mostrou preocupado com a transferência de produção e empregos no setor aeronáutico ao exterior e afirmou que questionará a Embraer sobre este processo.

O temor é compartilhado por Margarete Gandini, do Departamento de Indústrias de Equipamento de Transporte também ligada ao MDIC. “Vamos questionar a empresa se o movimento é conjuntural ou uma mudança efetiva de estrutura e seu impacto na cadeia produtiva do setor”, afirmou.

Ajuda do governo

O vice-presidente do Sindicato, Herbert Claros, ressaltou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é responsável por grande parte da Receita Líquida da empresa, através do financiamento de suas exportações. “Segundo o próprio BNDES, mais de US$ 4,9 bilhões foram direcionados à Embraer entre 2009 e 2014, apesar disso, a empresa transfere produção e empregos ao exterior, enquanto fecha postos de trabalho no Brasil. Não podemos permitir isso”, concluiu.

“O governo tem diversos mecanismos através dos quais pode condicionar os financiamentos à manutenção do emprego no país”, concordou Gandini.

Apoio dos parlamentares

Os diretores do Sindicato Valmir Diniz Ferreira, o Babão, e Márcio Barbosa, o Zeca, e cipeiro Marcelo Soares, o Kareca realizaram a entrega de dossiês sobre a desnacionalização e pediu o apoio de alguns senadores, entre eles a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, Aloysio Nunes (PSDB-SP).

IMG_1384
Senador Aloysio Nunes
IMG_1385
Senadora Gleisi Hoffman

Nesta quinta (21) a delegação continuará a entrega dos dossiês aos parlamentares, denunciará a política da Embraer e pedirá o apoio de outros parlamentares para reforçar a luta contra a desnacionalização da produção de aeronaves.

Anúncios